CERATOCONE (CÓRNEA)

Geralmente, o ceratocone surge por volta dos 16 anos com sintomas como dificuldade para enxergar ao perto e sensibilidade à luz, que acontecem devido à deformação da membrana do olho, que acaba desfocando os raios de luz dentro do olho.

O ceratocone nem sempre tem cura porque depende do grau do acometimento do olho, no primeiro e segundo grau o uso de lentes pode ajudar, mas nos casos mais graves, graus três e quatro, podem precisar de cirurgia ou transplante.

CAUSAS:

As causas do ceratocone não estão, ainda, completamente esclarecidas. Sabe-se que o “esfregar ou coçar os olhos” pode ajudar na evolução do ceratocone, pelo que é importante evitar estes gestos. É também sabido que, habitualmente, o ceratocone evolui na gravidez.


Ainda tem dúvidas?

Envie suas perguntas para o
Dr. Vinicius Pereira

Solicite uma ligação

Assim que recebermos
seu contato, ligaremos
para você

{{data = '<h5>SINTOMAS:</h5> <p>Os sintomas de ceratocone podem incluir:</p><ul><li>​Visão embaçada;</li><li><span style=\"font-size: 14px;text-align: left;float: none;\">Hipersensibilidade à luz;</span></li><li><span style=\"font-size: 14px;text-align: left;float: none;\">Enxergar imagens &#34;fantasma&#34;;</span><br/></li><li>Visão dupla;</li><li>Dor de cabeça;</li><li>Coceira no olho;</li><li>Dor ou irritação excessiva;</li><li>Queimação, vermelhidão ou ardência;</li><li>Incapacidade de manter os olhos abertos;<br/></li></ul> <h5>Tratamentos:</h5> <p></p><p>As duas formas, mais utilizadas no tratamento de ceratocone, são:</p><p><span style=\"background-color: initial;\">1º Tratar a hipovisão provocada pelo ceratocone através de óculos na fase inicial da doença e quando o uso de óculos não produz os efeitos desejados, deve-se experimentar o uso de lentes de contato para ceratocone.</span><br/></p><p><span style=\"background-color: initial;\">2º Outra forma de tratamento do ceratocone é tratar a patologia, isto é, recorrendo à cirurgia,</span><br/></p><div><p></p> <h5>​Classificação:</h5><p></p>O ceratocone pode ser classificado de acordo com a severidade dos sintomas visuais em:<br/><br/><b>Leve: </b>A maioria dos portadores de ceratocone incluídos nesta categoria obtém boa visão com uso de óculos, com lentes de contato rígidas e, em alguns casos, com lentes de contato gelatinosas.<br/><br/><b>Moderado: </b>Para os pacientes deste grupo os óculos geralmente não proporcionam boa visão, sendo necessário o uso de lentes de contato rígidas ou até mesmo a realização de um procedimento cirúrgico.<br/><br/><b>Avançado: </b>Nesta fase os portadores de ceratocone não obtêm boa visão com óculos, restando como opções as lentes de contato rígidas e os procedimentos cirúrgicos.<br/><br/><b>Severo: </b>Para este grupo, que representa entre 10% e 15% dos portadores de ceratocone, está indicado o transplante de córnea.</div><div><h5>​Tratamentos:</h5></div><p><b>Lentes de contato rígida: </b>Promove o aplanamento físico da córnea que normalmente está com relevo assimétrico. </p><p><b>Lentes de contato escleral:</b> Promove uma interface de líquido entre a córnea e a lente de contato. </p><p><b>Anel intra-corneal: </b>Trata-se de um anel de acrílico que é implantado na córnea com o objetivo de alterar sua forma, melhorando sua qualidade óptica e a visão obtida com óculos ou lentes de contato. <br/></p><blockquote><p><b>Crosslinking: </b>Neste procedimento, a córnea é embebida numa substância chamada riboflavina e a seguir exposta por um determinado tempo a radiação ultravioleta. A luz ultravioleta promove uma reação química na riboflavina, causando enrijecimento da córnea. <span style=\"background-color: initial;\">. Para facilitar a penetração da riboflavina, o epitélio, a camada mais superficial da córnea, é removida sob anestesia local. </span></p></blockquote><p><b>Transplante de córnea:</b> E realizado nos portadores de ceratocone severo ou avançado, que não toleram lente de contato ou nos quais já não é possível sua adaptação. O transplante de córnea é o transplante com maior índice de sucesso dentre os transplantes realizados em seres humanos, pois apresenta uma baixa taxa de rejeição.<br/></p>';''}}
Solicite uma ligação

Assim que recebermos
seu contato, ligaremos
para você

Dúvidas Frequentes
O trauma contínuo representa o maior fator de risco para piora da doença. Com isso, deve ser proibido coçar os olhos. O tratamento de alergias e a otimização da superfície ocular (tratamento do olho seco) devem ser feitos em conjunto.
Absolutamente. A cirurgia refrativa é uma opção para correção visual aos óculos em lentes de contato. Casos de ceratocone devem ser operados quando á real necessidade. Entretanto, a foto-ablação de superfície terapêutica personalizada com excimer laser e o implante de lentes intraoculares podem ter indicações específicas em casos de ceratocone.
O transplante de córnea é o mais bem sucedido entre os transplantes de órgãos sólidos na Medicina. O ceratocone está entre as indicações de transplante de córnea com melhor prognóstico. Entretanto, é uma "vida nova" para o paciente e deve ser considerado como última opção!
Infelizmente não! Apesar de representarem a forma mais eficaz de melhorara visão do paciente, não existem evidências científicas que o uso de lentes de contato estabilize a córnea e diminua a chance de progressão da ectasia. Por outro lado, a má adaptação pode estar, em decorrência do trauma na superfície, relacionada com a progressão da doença.
Existe um componente genético que é, cada vez mais, bem elucidado. Apesar da comprovada associação com hereditariedade (transmissão familiar), casos isolados podem ocorrer. Adicionalmente, mesmo em famílias com alta prevalência da doença, nem todos vão ter ceratocone.
Ceratocone é uma condição em que ocorre um afinamento progressivo da córnea acompanhado de aumento da sua curvatura. A área central da córnea, paracentral ou ambas, ficam mais finas, e a pressão interna do olho atuando sobre esta área de menor resistência faz com que ela fique excessivamente curva, adquirindo a forma de cone. O ceratocone geralmente surge na adolescência, podendo manter-se estável ou progredir, o que pode ser detectado pela avaliação da córnea por meio de exames especializados. Entre 10 a 15% dos casos de ceratocone continuam a progredir após os 30 anos de idade. Com a progressão da doença, a córnea torna-se irregular e cicatrizes podem ocorrer, com prejuízo para a visão. O ceratocone pode comprometer severamente a visão mas raramente leva a cegueira.
Ceratocone é uma das maiores causas de transplante de córnea, mas menos que 10% dos ceratocones evoluem para transplante, que é a última opção.

Agende agora mesmo um horário com o Dr. Vinícius Pereira


Cuide da sua visão e veja a Vida de forma Diferente! Prevenir é a melhor solução contra Imprevistos!